Saaesp terá mais R$ 14,3 milhões para investir no tratamento de esgoto

17 julho 2017  |  news  |  Share

Presidente da Agência das Bacias PCJ(centro) foi recebido nesta segunda-feira pelo prefeito Helinho Zanatta(dir.) e o presidente do Saaesp, Thiago Silva(esq.)

 

O diretor-presidente da Agência das Bacias PCJ (Piracicaba, Capivari e Jundiaí), Sérgio Razera, esteve em São Pedro na manhã desta segunda-feira para fazer a entrega oficial do contrato que garante a liberação de R$ 5.458.564,94 para a implantação da 2ª etapa da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Samambaia e confirmar a indicação de outros dois projetos que já receberam parecer favorável dos Comitês PCJ, somando outros R$ 8,9 milhões em investimentos na área de saneamento.

“Os projetos escolhidos seguem critérios estritamente técnicos e se São Pedro está recebendo os recursos é porque tem um serviço de água competente para elaborar bons projetos”, destacou Razera.

Os recursos são do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e vão garantir o tratamento de 100% do esgoto dos bairros atendidos pela bacia do Samambaia. Em todos os contratos há contrapartida de investimentos do Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro).

Recebido pelo prefeito Helinho Zanatta e pelo diretor-presidente do Saaesp e vice-prefeito, Thiago Silva, Razera explicou também que projetos relacionados ao tratamento de esgoto, controle de perdas, monitoramento de quantidade e qualidade e proteção nascentes estão entre as prioridades do Comitê na definição do destino dos recursos. “São Pedro está bem focado nestes temas e por isso recebeu os recursos”, destacou Razera.

“Com estes recursos, garantimos a construção da 2ª etapa da ETE, com a primeira etapa em fase final. A licitação para esta segunda fase deve estar concluída em 90 dias e esperamos dar a ordem de serviço para o início da obra ainda este ano”, explicou o prefeito Helinho Zanatta.

Quando os dois módulos da ETE estiverem em funcionamento, a Estação terá capacidade para tratar esgoto de aproximadamente 40 mil habitantes.

PLANEJAMENTO – Os outros dois projetos de São Pedro com parecer favorável do Comitê também referem-se a esgoto. São relativos à implantação de adequações e ampliações na ETE do Horto Florestal e implantação do sistema complementar de afastamento. “Estas obras vão garantir o ‘caminho’ do esgoto de bairros como Bela São Pedro, possivelmente o Nova São Pedro II com a ETE”, explica Thiago Silva.

“Com a questão do esgoto atendida por estes projetos, o próximo foco será a água, especialmente nos assuntos relacionados ao controle de perdas”, afirma o prefeito.

Desde 2015, o Saaesp recebeu R$ 20,3 milhões em recursos do Fehidro. Além das obras destinadas ao tratamento de esgoto, estão nesta lista outras obras importantes como a construção da Estação de Tratamento de Lodo, que garante economia de 2,4 milhões de litros de águas por mês, antes descartados após a lavagem dos filtros utilizados no sistema de tratamento de água da ETA (Estação de Tratamento de Água) 1, responsável pelo abastecimento de 70% de São Pedro.