SAAESP intensifica fiscalização de hidrômetros

13 março 2017  |  news  |  Share

Pedaços de arame, de plástico, ‘gatos’ nas ligações e outras artimanhas estão sendo identificadas pelo Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro) na fiscalização feitas em hidrômetros em toda a cidade. Gato  – nome dado às ligações clandestinas – é crime previsto no Código Penal Brasileiro, além  de gerar autuação do usuário, que está sujeito também à cobrança retroativa do período em que foi detectado o problema.

O Saaesp  intensificou a fiscalização nos hidrômetros instalados em toda a cidade com o objetivo de reparar erros e identificar possíveis irregularidades nos aparelhos que medem o volume de água consumida.

“Percebemos um grande número de hidrômetros parados. Muitas das visitas feitas pelos técnicos a estes locais identificaram manobras feitas com a intenção de usar a água de maneira irregular, como ligações clandestinas ou objetos que impedem o funcionamento dos hidrômetros, como arames e pedaços de plástico”, explica Edmir Piassa, responsável pela equipe de atendimento do Saaesp.

 Em caso de identificação deste tipo de ação, o contribuinte é autuado e o hidrômetro é substituído. O valor da multa, acrescido da mão de obra e do custo do aparelho, é de aproximadamente R$ 350.

O contribuinte também pode responder criminalmente pelo ato, além de sofrer cobranças retroativas referentes ao período em que o hidrômetro ficou sem registro da água consumida.
Pode acontecer, como explica Piassa, de um hidrômetro, assim como qualquer outro equipamento mecânico, se desgastar com o tempo e perder a exatidão da medição. Os critérios técnicos utilizados pela autarquia são os recomendados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) e ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e caso seja identificado problema de desgaste ou no equipamento, a substituição não tem custo.

Para evitar qualquer problema, o contribuinte deve ficar atento às informações que aparecem na conta de água. Em caso de algum registro, a anotação aparece no campo “ocorrências” da conta de água.

O combate às ligações clandestinas é também  uma forma de garantir os investimentos do Saaesp, já que com a regularização, a autarquia passa a receber pelo serviço prestado e garante recursos para melhoria do sistema de abastecimento.

CONSUMO – O Saaesp tem hoje 13.300 ligações de água em toda a cidade. O consumo em São Pedro é de aproximadamente 11 milhões de litros de água por dia.